quarta-feira, 8 de setembro de 2010

ESTOU DE GREVE

Deixei de comprar livros em português!

Já há uns meses valentes que deixei de o fazer. Porque é que eu hei-de ler a versão portuguesa de um livro numa língua que eu entenda na perfeição e pagar o triplo ou o quádruplo por isso? Acabou-se! E não venham cá apelar ao patriotismo e tal e há que pagar aos tradutores e o camandro que não há justificação. E não estou a falar de encomendar livros online – que isso então ainda é mais barato. Estou a falar de, por exemplo, um livro na versão original e uma traduzida na Fnac. Esses mesmo depois de virem do ‘istrangeiro’ ficam mais baratos que a versão portuguesa.

Querem um povo culto e que leia? Ensinem línguas às crianças para que possam ler os livros nas versões originais que nas portuguesas não há orçamento que nos valha. E, mais grave ainda, as traduções estão cada vez mais fracas. E para isso, eu não encontro nenhum tipo de explicação.

6 comentários:

Luz de Estrelas disse...

São más traduções porque pagar a alguém que diz perceber a língua, em vez de optar por um "especialista", dá nisto. E não, não quero que a indústria livreira acabe em Portugal mas bem que os custos dos livros podiam ser democratizados.

Anónimo disse...

Como eu concordo!!! Tenho muita, muita penas, mas as versões originais são substancialmente mais baratas!!!!E para ler em Inglês se optar pela net sugiro o site http://www.bookdepository.co.uk/, além dos preços dos livros serem inferiores, não cobram portes de envio.

Tânia

Mente Quase Perigosa disse...

Luz, eu não sou nada a favor do encerramento dessa indústria, mas está na hora de a leitura deixar de ser um luxo.

Se queremos avançar e deixar de estar na cauda do Mundo, temos que nos cultivar e, neste momento, a cultura em Portugal é para elites.

Mente Quase Perigosa disse...

Tânia, vou investigar. Obrigada.

Little Miss Sunshine disse...

Vinha dizer o mesmo que a Tânia, recomendar-te esse site. São certinhos, estou farta de encomendar, são muito mais baratos que na FNAC ou que em qualquer outro lado, e não se paga portes. Fantástico!

Mente Quase Perigosa disse...

Vou experimentar.