sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

MÚSICA


É parte integral e integrante da minha vida. Não vou a lado nenhum sem cd's e, mais recentemente, sem mp3 ou 4 (que não sei a diferença).

Quando uma música se me entra pelo ouvido adentro é dificil concentrar-me noutra qualquer a não ser quando leio a letra e ouça a dita cuja repetidas vezes. Talvez seja esse o motivo pelo qual sei de cor milhares de canções.

E o segredo para uma música me entrar no cérebro e alojar-se é simples: basta ter uma frase que me diga alguma coisa. Eu apanho essa frasezita numa rádio qualquer e começa a gaija a rodar na minha cabecita.

Ontem, fiz uma compilação das que me andam a rodar na cabeça nos últimos tempos. Cá vai a lista com os links. A frases são as que me chamaram a atenção em cada música e não o seu título:

1. The man who can't be moved. Ok, neste caso a frase é a mesma que o título. Oh pá, esta música é tão linda, mas tão linda... Que eu quero este gaijo para mim!



4. Esta foi mesmo por causa desta cena do filme. A música é esta. A letra é tão estúpida, mas tão estúpida que até dói!!!!! Quem ouve pensa numa coisa elevada, romântica... Esquece lá isso!!!! Pissing on magazines????


6. I try to say goodbye and I choke. Try to walk away and I stumble. Quantas e quantas vezes ao longo da vida...


8. All these lines across my face. Porque é verdade, verdadinha...


10. Você tem meia hora para mudar a minha vida. Eu, em alguns, casos dava um bocadito mais... Pode valer a pena.

11. Um carro ou dois no portão. Casa para o Inverno e para o Verão. Gosto muito da batida. Gosto da ideia. Não faço puto de ideia de quem é esta gente.




15. Until I find somebody new. Ok. Atentem na última frase da música que o Damien Rice diz em surdina depois de 4:54 minutos sem conseguir tirar o olhinho e a cabecinha da mocinha. Atentem!!! E além disso, é a música do genérico do Closer que é um dos filmes da minha vida.


17. Only time. Não é que goste particularmente do género ou mesmo da música mas esta está-me gravada no coração e foi lá gravada com um ferro em brasa. Quando sei que nada posso fazer e me é exigido paciência e serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, ouço-a. Primeiro, irrito-me. Depois, acalmo-me.

18. Guilty pleasure! Guilty pleasure!!!!!! Cada vez que ouço estas coisas imagino-me mesmo com aqueles vestidos dos anos 50 a rodopiar pelo salão!!!!

19. Lembro daquele beijo que você me deu. Porque há pedras que nunca tiramos do sapato, porra!

P.S.: E agora estou para aqui a pensar: E o que é que isto interessa a alguém?

6 comentários:

Ana Sousa disse...

P**** das pedras....

(gosto tanto da 4)

magda disse...

interessa ao ponto de eu pensar tb no meu top 20
eu sou como tu
é uma exaustão até saber a letra
o meu mais que tudo diz que eu sou uma jukebox ambulante
vou fazer o meu top 20 tb
ha os nossos gostam não difrenciam muito
gosto de todas a partir da 6ª....

vespinha2005 disse...

e prontes ja fiz a minha lista
vai lá espreitar ranhosa

M. disse...

Grande, Grande , Grande POST!!!!

Mae Frenética disse...

Nao consigo ouvir a ultima frase do Damien Rice... fiquei cheia de curiosidade!!

Maria disse...

É engraçado perceber que há muita gente a gostar da mesma música...:)
Gosto de bastantes que puses-te aqui..

bjnho.