segunda-feira, 4 de agosto de 2008

O SEXO NA MINHA CIDADE


Desde a "queda do muro de Berlim", tive em duas ocasiões aquilo que se pode qualificar como um date.

Tudo quanto é mulher sabe bem que qualquer uma de nós é susceptível de perder as mais variadas coisas durante um evento desta natureza. Estando entre as mais comuns: peças de lingerie, brincos, batons, a própria cabeça...

Ora, como qualquer dos visitantes deste canto sabe, a minha vida não se pauta normalmente pelo comum e habitual. Ou seja, no meu caso, as perdas foram as mesmas e traduziram-se em capas de sapatos. E a, consequente, tentativa de evitar desgraçar o salto dos mesmos em ambas as ocasiões.

Balanço de 2 dates: 2 pares de sapatos para arranjar.

Moral da história: a Eu Solteira, a continuar a verificar-se este padrão, precisa não de vestidos espampanantes ou acessórios ofuscantes, mas sim de cartão de cliente do sapateiro mais próximo!!!! Ou isso, ou começo a levar crocs...

5 comentários:

Luz de Estrelas disse...

Chinelos de quarto tb não ia mal. LOLOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL. Estou mesmo a ver-te, de crocs verde limão e toda bem vestida para cima.

Luz de Estrelas disse...

Olha lá, mas para destruires as capas, em que consistem os teus dates? Dançam muito, correm muito, pontapeiam muito?

Mente Quase Perigosa disse...

Nada disso!!! Graças a Deus!!!

Senão destruia mesmo o salto todo!!!!

LOLOLOLOLOLOL

Zuza disse...

Não comeces a s(r)ondar cavalheiros (LOL) do ramo das sapatarias, não! :PP

MC disse...

Lol... qual calçada! Cá para mim não tomaste conta da esplanada... andaste foi na table dance!!!!
Olha que assim estás mesmo sujeita à renda!!!!
Eheheheheh