sexta-feira, 5 de setembro de 2008

UM SORRISO TRISTE


As mulheres são bichos estranhos e complexos. E digo isto com pleno conhecimento de causa, como devem calcular.

Mesmo entre alguns animais selvagens, vimos que quando um dos elementos do grupo se encontra ferido, procura o apoio e o conforto do seu grupo. Nós, gaijas, não. Quanto mais feridas, mais nos isolamos, mais nos enfiamos dentro de nós mesmas. Afastamo-nos, fechamos as portas e janelas e desligamos do mundo.

Esperamos que passe...

Quando nos tentam estender a mão, chegamos inclusivé a rosnar, ciosas que estamos do nosso canto.

E o mundo? O mundo vê-as passar. Mulheres de sorrisos e olhos tristes que caminham pela vida como se nada fosse.

Da próxima vez que se cruzarem com uma mulher de olhos amargurados e de poucas conversas, em vez de pensarem que é uma antipática mal-fornicada, pensem que pode apenas ser uma mulher triste. Sorriam-lhe e dêem-lhe carinho pois é disso que ela precisa. Apenas isso, mais nada...

8 comentários:

AnaBond disse...

e um abraço bem forte também era preciso. sem palavras, apenas um aperto...

:'(

Ana Sousa disse...

(cabra....):p

Mente Quase Perigosa disse...

Cabra, sim senhora! Mas cheia de amor para (te) dar!

Mãe Frenética disse...

:) é isso...

Blade disse...

Lamento mas esse comportamento não é exclusivo das mulheres :)

Mas ei, a tristesa é um estado de espirito que depende de ti.

"Ri e o mundo ri contigo, chora e chorarás sozinho."

Hugs,
Blade

Mente Quase Perigosa disse...

Ainda bem que eu sou do rir, Blade.

Don't worry. It is not me!

Obrigada pelos abracinhos à mesma.

Martini Man disse...

Olha, Doris, sabes que és um amor, não sabes?

Apesar de meio tesloucada e de não querer dar o corpo ao manifesto, és uma peixa muito gira.

Beijos nas barbatanas

Cris disse...

Aqui vai o meu sorriso e um grande mimo. E mais te digo...achei as tuas palavras tão compreensivas, porque eu própria me sinto assim ultimamente.
Um grande abraço com muito carinho à mistura. (Quem me dera ter um assim também!!)