segunda-feira, 15 de setembro de 2008

CURTAS MAS BOAS


Depois do fim-de-semana fora:
- Mãe, tive tantaaaaaaaaaaas saudades tuas!
(derretimento absoluto)

---

- Mãe, óia o meu carromião!
- Camião, filho.
- Sim, mãe, carromião!
(whatever)

---

- Mãe, deita comim!
- Comigo.
- Com o mim, sim!
(a lógica incontrariável dos gaijinhos...)

---

A fazer puzzles:
- Onde achas que é este bocadinho de amarelo?
- Oh mãe, aqui, cuaro! (ele não diz os L's)
(óbvio, n'é? Dahhhh...)

---

- O que é que aconteceu ao teu nariz? (mãe com olhar de horror perante um nariz negro, inchado e ensanguentado)
- Caí no chão. O Utavo purrou e eu caiu! Mas sem foi querer. O Utavo é muito meu amigo!
(ainda bem... Se não fosse, vinhas de ambulância para casa!)

---

A Prova Provada de que tantas vezes vai a cantarinha à fonte é a seguinte:
- Quem é a tua namorada, filho?
- D. quem é o teu namorado? (vamos lá partir o coração ao gaijo, again...)
Começa-se a ver um sorriso mesmo de gaija a fazer charme...
- É o Projecto... (seguido de sorriso lamechas de gaija que tem namorado novo... Lá persistência não te falta, Gaijo!)

---

E só para que saibas, Mana, vocês são a nova paixão dele! Assim que o fui buscar, começou a olhar para o chão do carro à vossa procura e a perguntar pelo Tio e pela Tia. Que fique bbem claro que a minha irmã não costuma andar no chão do meu carro, mas o puto tem ideias estranhas, tá bem???

2 comentários:

Nostálgica disse...

Eles "derretem-nos" com estas coisitas..:)
um bjnho.

Martini Man disse...

Tu dás rum ao teu filho????

Assim puro???

Ao menos que seja num morrito...

Francamente!