quarta-feira, 15 de abril de 2009

APENAS TU

Enquanto fazia ontem a mala dele para ir passar estes dias a casa do Pai - o que inclui meter lá dentro todos os carros e acessórios do Cars - perdi o Faísca McQueen. Não o encontrava em lado nenhum. Corri tudo e nada! Horas depois, estou a arrumar os meus sapatos e vejo o Faísca lá enfiado. Quando indagado sobre o que fazia lá o dito carro:

"Atão, mamã! Tá a dumire na garage!"

Só tu me fazias soltar uma gargalhada agora...

Hoje, quando chegámos à escola, agarraste-te a mim e não querias ir. Ou melhor, não querias que eu fosse. Tivemos aquela conversa de 10 minutos de muito mimo e muitas explicações e muito colo.

Acedeste, finalmente, a ir para a sala. Chegados à porta trepaste novamente para o meu pescoço e disseste-me ao ouvido: "Mas eu nã quéio que tu vás... Quéio que tu ficas comin..."

Só tu conseguirias fazer este furinho na minha armadura...

7 comentários:

Tânia disse...

A garagem é imperdível... Mt bom

Maria disse...

Mãe sofre....muito!

ritmargaride disse...

olha até eu me derreti toda:)

Bjkas e boa solteirice

Ana Sousa disse...

Esse "com mim"...

Amélia do Benjamim disse...

Mãe sofre, com os gaijinhos!
Beijo

disse...

Ui, deve ter sido um furinho quase tamanho da armadura !

Mãe sofre, sem duvida.

Beijo

AnaT disse...

É um condão que eles têm...