quinta-feira, 13 de agosto de 2009

COISAS FANTÁSTICAS QUE EU OUVI HOJE E NÃO QUERO ESQUECER DE MANEIRA NENHUMA

É uma relação que é isso mesmo: uma relação! É uma relação que tem coisas boas e que tem coisas novas: nenhuma das coisas boas é nova nem nenhuma das coisas novas é boa!

Ele é poderoso! Rasga-te a roupa com os olhos! Sabe-se lá o que mais ele é capaz de fazer só de olhar…

14 comentários:

Anónimo disse...

Mesmo ontem fiz isso.....e tens toda a razão...não foi só rasgar a roupa....
O culpa não é minha....é de que está do outro lado....Deve de ser do verão....

magda disse...

uiiiiiiiiiiiiiiiiiii
é tão bom o começo de uma RELAÇÃO ....

GormezindaDoRestolho disse...

Lá dizia a mãe:

"Atrás de uma relação vem sempre
uma ralação".

GormezindaDoRestolho disse...

magda, e o fim??? Hás vezes ainda é melhor!! LOL

Mente Quase Perigosa disse...

Anónimo, acho que quem disse a frase referia-se a um rasgão literalmente falando. Digo eu... Que não percebo nada disso.

Mente Quase Perigosa disse...

Magda, esta não me parece grande espingarda...

"nenhuma das coisas boas é nova nem nenhuma das coisas novas é boa!"

Eu não queria!

Mente Quase Perigosa disse...

Gomerzinda, tem dias... Tem dias...

O fim nunca é bom. Acho eu.

GormezindaTremoça disse...

Cá está, se nenhuma das coisas novas é boa, é mesmo uma ralação e não uma relação.
Mente, por vezes o fim faz-nos respirar de alivio e por vezes o fim é o começo de uma nova vida. Acho eu..."quédzer" a mim já me aconteceu.

Mente Quase Perigosa disse...

Mas um fim não é uma coisa boa per si.

Pode dar origem depois a coisas boas. Mas é, na sua essência, horrivel. Seja um alivio ou não.

GormezindaTremoça disse...

Mente, desculpa discordar, mas perdi uns anos da minha vida onde o mau não foi o fim, mas sim o começo, e o mal do fim foi apenas não ter acontecido uns anos antes.
Mas enfim, era jovem e "inconciente", não me matou nem me amargurou. Lá dizia o outro: o q não me mata fortalece-me.
(hoje até posso blogar no pc do work q os gaijos da informatica devem estar de férias e posso andar navegando em blogs, eheheheh)

tereza disse...

Tu tem-me esperança. Tem-me esperança! Já se viu que pelo menos os embrulhos é eficaz a rasgar, se depois sabe brincar com o presente ainda estou para saber.
(sim, que tu vais fazer o relatório, ai vais vais...)

Mente Quase Perigosa disse...

Se sabe brincar com o presente com os olhos? Isto está a ficar mais 'esotérico' do que o meu anónimo celibatário. Esse ao menos ainda tem a teoria das penas e das flores. Sempre é alguma coisita palpável.

(as nossas conversas estão a ficar cada vez mais estranhas!!!!)

Carrie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carrie disse...

Carrie em genero de comunicação final:

Concordo que o fim é muitas vezes, muito bom...eu ando a planear o meu...é só de sonhar sinto-me aliviada.

O incio de uma coisa nova é sempre MUITO bom...uma nova paixão deixa-nos sempre de bem com a vida e vida, por norma retribui!

Qto ao enigma, MQP, eu acho que isso são tudo filosofias baratas para te ir dando com o presente...mesmo que nem seja o teu "aniversario"...apanha-te em jeito de graça contemplativa...e zásss

Como fã da Bridget Jones (por ter o mesmo pessimo sentido de oportunidade e em geral uma apetencia para o desastre), e por amar o orgulho e preconceito...não me parece que lá encontres a resposta...e se o fizeres...são love stories! A resposta será boa!!

good luck...and my the Force be with you!

I'll be back...